5.2.12

Avó Zé

Minha querida,
Há dias que andava a sonhar contigo, com o coração bem apertado e sempre a pensar em ti.
Andei inquieta, preocupada, receosa se precisavas de mim e eu não poder estar a teu lado.
Ontem deste-me o melhor que posso ter na vida, o teu sorriso lindo esse abraço indescritível e o teu doce colo e mimoso que fez de mim um ser humano mais completo e humano.
Abracei-te com o maior amor que tenho por ti. É incondicional!
Tu és linda e deste-me uma das melhores tardes da minha vida. Adorei estar quentinha abraçada a ti, sei que exagerei na quantidade de beijos que te dei mas tinha que ser assim, caso contrário não faria sentido.
Eu AMO-TE, como nunca amei ninguém, talvez seja injusta mas o que sinto por ti é muito mais forte a qualquer outro amor.
Amor de avó tem uma maior intensidade, quiçá seja pela forma como me educaste ao longo destes anos, que me deram uma preparação para a vida, pouco comum para pessoas da minha idade.
Obrigada por deixares tratar de ti com todo o meu coração.
 As tuas mãos estavam geladas e secas tratei delas como tu tratavas das minhas quando sempre precisei. São habilidosas e trabalhadoras, pois com 90 anos ainda bordam como ninguém. Que inspiração ...
Confesso que não utilizo as toalhas, lençóis e os panos de cozinha, que me dás, mas guardo tudo com medo de estragar e o teu rasto se perder.
És a minha mamã, a minha amiga e continuas a rir-te das minhas palermices como há 20 anos atrás.
És a prova que educar não significa ter castigos, ou levar umas palmadas (mesmo quando merecidas), para ti imperava o diálogo e felizmente que herdei isso de ti, pois revela uma capacidade inata de comunicar correctamente que infelizmente não está ao alcance de todos.

Quarta-Feira prometo ir ter contigo avó Zé.

Sem comentários

Enviar um comentário

© Moda De Cor Maira Gall.