11.4.12

Espinha de Peixe #2

Hello !

Voltamos ao tema espinha de peixe, mas desta vez não é para vos contar como correram as experiências com as tranças no meu cabelo.

A história é outra, para vocês perceberem o tamanho da minha paciência:

Para vos enquadrar na história:
O meu marido anda há mais de 1 ano com uma "impressão" na garganta, o que o levou ao médico, fez raio-x, sondas, gargarejou com água e sal e mais de mil tretas à gajo!
Ele é hipocondríaco e tenho cá para mim, que algumas noites em claro, chegou- lhe ao pensamento uma doença daquelas más, que nem quero dizer o nome...

Hoje o R. Chega a casa e diz:
- Amor arranja-me a tua pinça (?!?!?!) que eu preciso que me tires a espinha que encontrei!
Ao pensar que era mais do mesmo, simplesmente ignorei o pequeno, dizendo onde estava a pinça e a garrafa do álcool para a desinfectar...

Moral da história :
O R. Chama o elevador de pinça em punho, ( ele tem a teoria que o espelho do elevador é espectacular, e se abrir bem a boca que consegue ver o umbigo), entra nele,abre a boca, saca da pinça, espeta-a na amígdala e agarrada a ela vem uma espinha com uns 2cm.
Primeiro pensamento : QUE NOJO!
Segundo pensamento: a tranquilidade paira novamente cá em casa! Já não tenho um doente em fase terminal com "bolas estranhas" na garganta...

Agora tenho o R. feliz e contente da vida, a varrer a lista telefónica de A a Z para contar a boa nova!

Este post foi a pedido do protagonista, pois sendo situação muito incómoda, o mesmo considerou que a notícia deveria ser de domínio publico!

DONE !

4 comentários:

  1. Ahhhh! ele e muito corajoso .

    ResponderEliminar
  2. Hehehehe,nunca desistir!
    Ainda bem tudo resolvido :)

    ResponderEliminar
  3. Acredita Telma!
    O homem até andava deprimido =)

    ResponderEliminar
  4. Olá Vanessa,
    Corajoso é o nome do meio! aahahahahah =)
    Beijinhos grandes

    ResponderEliminar

© Moda De Cor Maira Gall.